19 de set de 2011




Imagine colocar uma colher e meia de chá de SAL direto na  boca. Nem pensar, né?

No entanto, se você é um brasileiro típico, que imita o modus vivendi dos americanos típicos, você já faz isso! E essa é uma das principais razões que nos coloca no grupo de risco para hipertensão ( pressão arterial elevada) e doenças cardíacas.
 Eu sei, isso parece impossível, você quase nunca pega num saleiro,  certo?  E você nem precisa.

Dados recentes do CDC (Centers for Disease Control and Prevention) mostram que consumimos uma média de 3.400 mg de sódio por dia (contra a recomendaçao de 1500- 2300gr, o máximo permitido), dos quais apenas 5% da comida caseira. A esmagadora maioria do sódio que comemos – 77% - vem de alimentos vendidos em supermercados e restaurantes.

Não estou propondo passar o dia com uma calculadora ou virar o terror dos garçons com perguntas sobre o sal. Entretanto, uma vez conhecendo esses limites, poderemos fazer melhores escolhas na hora de fazer a compra do mês e de “enfiar o pé na jaca”no fim de semana.

Abaixo alguns exemplos:
1)  Boneless Buffalo Wings Applebee’s: 3400 mg de sódio em 1150 calorias. Isso sem falar na quantidade de gordura saturada. Para vocês terem uma idéia do estrago, isso equivale a mais de seis pacotes de ruffles em termos de sal. Assustador, não?

&l2) Yakisoba de carne Junior do China in Box: 2342 gr de sal, o equivalente a 3 sacos inteiros de pipoca de microondas de manteiga da Yoki.

&3)  Applebee’s sampler: esse prato é um “mix”de aperitivos, e tem em torno de 5490mg de sódio, quantidade que você deveria ingerir ao longo de 3 dias inteiros.
4) Chicken Club Crispy do Mac Donalds: 1831 gr, praticamente metade da recomendação diária total.

Como vocês podem ver, é muito fácil ultrapassar o limite diário. Se for irresistível não pedir um prato desses, tentem compensar no dia seguinte com uma dieta mais leve e pouco sal. O coração de vocês agradece! (e os filhos também!!)

BOA SEMANA E ÓTIMAS ESCOLHAS!!!


 

8 de ago de 2011

Games infantis de conteúdo sexual na internet: Não caia nessa!

 
 

Há 5 dias, o Estadão publicou uma reportagem sobre jogos infantis com conteúdos sexuais. De acordo com especialistas, eles estimulam a sexualidade precoce, além de deixar a criança vulnerável a pedófilos.

A reportagem citou o site games2win, hospedado na Índia, e eu fui conferir o site.

Na pasta com o nome mais chamativo para crianças - "Divertido"-, ficam games do tipo "Sala de aula safada", "Babá safada" (no fim do jogo, a babá beija na boca o jovem morador da casa), e "Um dia na High School". Nem nós mães escapamos. Há um jogo chamado "Super Mom", no qual a mãe com um bebê no colo vai pedir "ajuda" ao vizinho. Além do conteúdo sexual, há situações onde o jogador precisa fazer bullying com os colegas para conseguir passar de fase.

A psicóloga Maria Tereza Maldonado, uma das especialistas entrevistadas, sugere que algumas crianças possam internalizar esses comportamentos (bullying, iniciação sexual precoce, violência e a mulher como objeto), reproduzindo-os na vida real.

Com pais e mães trabalhando cada vez mais, evitar este tipo de problema não é tarefa fácil. Entretanto, da mesma forma que repetimos mil vezes que é preciso cuidado para atravessar a rua, e até estarmos seguros de que eles conseguem, atravessamos juntos e de mãos dadas; precisamos estar ao lado deles na hora de navegar, e explicar os riscos de fazê-lo sem atenção.

Aqui vão algumas dicas. Elas não substituem nossa presença, mas podem ajudar!
  • Crie uma pasta de Favoritos "Kids". Adicione nela os sites bons que seu filho (a) gosta e ensine-o a fazer uso da mesma.

    • Proteja seu filho das janelas de publicidade, usando um software que bloqueie pop-ups.

      • Explique o que é privacidade, e oriente seu filho a nunca revelar informações pessoais e da família.

        • Crianças com menos de 7 anos NÃO devem usar serviços de mensagens instantãneas.

          • Mantenha o acesso à internet em zonas abertas e de passagem da casa, restringindo o uso nos quartos.

            • Esteja sempre disponível para tirar dúvidas, e receptivo para ouvir e resolver eventuais problemas. Ou seja, mantenha o canal de comunicação aberto. Isso é a saída para muitas outras questões!!

              • Uma ótima semana a todos. Dra. Ilana.


                OBS: para quem quiser ler a reportagem do Estadao na íntegra, aqui está o link: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,jogos-infantis-escondem-temas-eroticos,753451,0.htm
                 

                9 de mai de 2011

                O NOVO E LETAL JOGO DA FORCA

                 Adolescentes são sempre os primeiros na fila da montanha-russa. Estão sempre atrás de atividades que dão “frio na barriga”. Até aí, nada novo.


                A novidade da vez, que tem chamado a atenção nos últimos anos, é conhecida como “The Choking Game” (entre muitos outros nomes), ou em português, o “Jogo da Asfixia”.

                Nesse “jogo”, os participantes tentam atingir um estado de euforia cortando o suprimento de oxigênio para o cérebro. Eles podem usar as mãos para apertar o pescoço de amigos, ou se enforcar com cintos, lenços, cordas ou afins, até que fiquem inconscientes. Em outra versão, as crianças se abaixam, hiperventilam (respirações profundas. repetidas e rápidas) e, em seguida, recebem um "abraço de urso" de um amigo.

                Quando não mata, essa “brincadeira” pode ter sérias consequências, tais como AVC (derrame), convulsão e traumatismo craniano grave. Sem oxigênio nossos neurônios morrem.Entre 1995 e 2007, os EUA registraram 82 óbitos devido ao “Jogo da Asfixia”. A maioria das mortes ocorreram entre meninos com idades entre 11 e 16 anos, e a idade média foi de 13 anos. Quando “brincam”sozinhos, eles não conseguem soltar a corda do pescoço... Isso parece tão óbvio que fica até difícil acreditar que eles tentem sozinhos...

                Nós pais, profissionais de saúde e educadores devemos aprender sobre este “jogo”, tanto para orientar as crianças, como para saber reconhecer os sinais de algo que já esteja acontecendo. Alguns podem não querer abordar o assunto com medo de motivar as crianças. Em minha opinião, como a informação já está à disposição deles na internet, é melhor que eles entendam o perigo envolvido.

                Os sinais de que uma criança possa estar envolvida no “Jogo da Asfixia” incluem:

                · Olhos vermelhos;
                · Marcas no pescoço;
                · Fortes dores de cabeça após passar algum tempo sozinho;
                · Desorientação após passar algum tempo sozinho;
                · Presença de cordas, lenços amarrados à mobília do quarto.

                Existem vários vídeos no Youtube que deixam explícito o perigo do “Choking Game”. Alguns bem fortes. Para mostrar aqui, escolhi três.

                O primeiro tem 3.29 minutos. É uma reportagem sobre o problema. O segundo vídeo, com 43 segundos de duração, mostra um garoto sendo asfixiado pelo amigo e dizendo que “deu barato”.

                O terceiro e último, com 14 minutos de duração, vem de um site que alerta e educa sobre o assunto e foi criado para ser mostrado em salas de aula. É forte, porém, bem didático.

                 1) http://www.youtube.com/watch?v=aJME_BZ-ccA&feature=player_embedded
                 2) http://www.youtube.com/watch?v=6FF3wSOpoPM&feature=grec_index
                 3) http://www.gaspinfo.com/en/flash_vid.html

                Por mais assustador que possa parecer, prevenir é sempre o melhor caminho!

                Uma ótima semana a todos!! Bjs, Ilana.













                2 de mai de 2011

                Olha só que delícia!!




                SOPA CREMOSA DE QUINUA E COGUMELOS FRESCOS

                Ingredientes
                1 col sopa de azeite extra virgem
                1 cebola picadinha
                1 dente de alho

                1 xícara de quinua cozida
                1 pacote de cogumelos frescos (variados)
                1 xícara de leite semi desnatado (ou leite de arroz para quem não consome leite/lactose)
                3 copos de caldo de legumes (home made, please!)
                sal e pimenta do reino a gosto.

                Modo de Preparo
                Refogue a cebola no azeite até ficar macia, acrescente os cogumelos na panela e deixe cozinhar por 5 min. Adicione a QUINUA (já cozida) e o caldo e leve ao fogo baixo. Coloque o sal e a pimenta e vá acrescentando o leite. Por último coloque o dill e sirva.

                Sugestões:
                - se a sopa for apenas para os adultos, refogue a cebola com vinho branco, fica uma delícia.
                - se preferir, bata tudo no, liquidificador e acresente alguns cogumelos refogados na hora de servir.
                - se você gosta de misturar doce e salgado, refogue um pouco de pera portuguesa picadinha junto com o cogumelo!!
                - se a sogra estiver vindo jantar e você quiser impressionar, acrescente uma colher de chá de manteiga trufada.

                Bom apetite!

                AH! Aqui vai a receita do caldo básico de legumes, para quem se aventurar...
                1 alho poró cortado
                1 abobrinha em rodelas
                1 cebola cortada em 4
                1 cenoura em rodelas
                1 talo de salsão
                1 tomate sem semente
                5 pimentas em grão
                salsa, cebolinha, tomilho e alecrim a gosto.

                Coloque todos os ingrediente em uma panela grande e cubra com água. Deixe em fogo baixo por 2 horas ( ou 10 min na pressão!!). A água não precisa borbulhar e a baixa temperatura evita que seu caldo fique com um gosto amargo. Peneire o líquido e ele está pronto para ser usado.

                Bom apetite!!







                1 de mai de 2011

                Salada Quente??















                O frio está se aproximando e começa a dar uma preguiiiiiiça de comer salada... Principalmente na hora do jantar, quando a temperatura cai ainda mais, e nosso corpo pede por uma comida quentinha.


                Ao invés de pular a salada e “mandar ver” 2 pratos de massa ou algo do gênero, crie o hábito de iniciar seu jantar por uma sopa. As sopas são ótimas escolhas para o inverno, pois são rápidas, nutritivas e nos permitem variar bastante.

                Como estou sempre falando de alimentação balanceada, preciso lembrar que sopa de queijo dentro do pão italiano (concordo, é uma delícia) todo dia não dá!!


                Por isso, deixo abaixo uma versão quente da salada, a tradicional sopa de legumes. Nada de desanimar, ela pode sim ficar deliciosa se você for criativo e abusar de ervas e temperos. E para quem tem preguiça, já fiz o serviço e deixo o “beabá”da sopa, com todas as dicas.

                Bom Apetite e uma ótima semana.

                Sopa de Legumes: O Beabá!


                Ingredientes


                - 1 colher (sopa) de azeite extra virgem

                - 1 cebola bem picadinha
                - 1 dente de alho espremido
                - 1 cenoura cortada em rodelas

                - 2 punhados de couve ou espinafre em tiras

                - 1 abobrinha cortada em cubos

                - 250g de carne bovina magra / frango em cubos pequenos

                - 2 batatas médias picadas

                - 2 tomates sem sementes e picados

                - 1,5 litros de água

                - 10 vagens picadas

                - sal (pouco) e pimenta a gosto


                Modo de Preparo


                Carne: Corte em pedaços pequenos, ponha numa tigela e tempere com sal e pimenta.

                Numa panela de pressão, aqueça o azeite. Junte as cebolas e o alho picadinhos e deixe dourar. Acrescente a carne e os legumes (menos as folhas) e deixe dourar. Cozinhe por 5 a 10 minutos após a panela chiar. Ao destampar, acrescente a couve e mexa.
                 Algumas sugestões saborosas:


                - Substitua a batata por carboidratos de menor índice glicêmico como arroz integral, quinua em grãos, inhame. Eles aumentam a sensação de saciedade.

                - Se você gostar de cúrcuma acrescente uma pitada na sopa. Ela é uma ótima opção natural para aumentar nossa imunidade nessa época.

                - Use também opções de temperos: tomilho, alecrim, manjericão.






                18 de mar de 2011

                O que você deve saber sobre a GRIPE 2011


                Extra!! Extra!!!

                Este ano começo a falar de GRIPE mais cedo. O susto inicial com a pandemia passou, e vimos que a melhor maneira de se combater a doença é através da vacinação.

                A vacina tríplice contra a Influenza já está disponível nas clínicas particulares.

                Nos postos de saúde, de acordo com anúncio feito hoje (5f, 17/03/2011) pelo ministro da saúde, a campanha de vacinação acontecerá no período de 25 de abril a 13 de maio de 2011, também com a vacina tríplice. Além de indígenas e idosos, serão imunizadas crianças entre seis meses e dois anos, gestantes e profissionais da saúde.

                Algumas informações importantes:

                • A vacina é bastante segura, com níveis de proteção entre 80 e 90%, composta por três tipos do vírus influenza: H1N1, H3n2 e B.

                • A vacina deste ano, conforme orientação da Organização Mundial de Saúde, é igual a de 2010, já que não houve mutação viral importante que justificasse novas cepas na vacina 2011.

                • O vírus Influenza A, hoje menos agressivo, não faz parte da vacina.

                • Alérgicos a OVO não devem receber a vacina!



                Quem deve receber a vacina:

                • Quem não recebeu H1N1 em 2010, desde que acima de 6 meses de idade; exceto alérgicos a OVO.

                • Crianças entre 6 meses e 9 anos incompletos:

                o Recebeu H1N1 em 2010 e já havia recebido Influenza antes: 1 dose de trivalente em 2011.

                o Recebeu Influenza (qualquer vacina contra Gripe) em 2010 pela 1x: recebe 2 doses de trivalente em 2011.

                o 2 doses de trivalente 2010: 1 dose de trivalente em 2011.

                o Nunca vacinadas: recomenda-se 2 doses, com intervalo mínimo de 3 semanas, para proteção adequada contra o H1N1. Devido ao provável predomínio de circulação da cepa H1N1, o esquema com uma dose da vacina trivalente pode ser aceitável. (converse com o pediatra de seu filho).

                Nunca é demais lembrar que mesmo com tanta vacina disponível, as medidas de higiene pessoal continuam sendo importantíssimas, como a lavagem correta das mãos e o uso do gel alcoólico.

                Um ótimo fim de semana a todos!!!!





                26 de fev de 2011

                Cyberbullying: Ameaça Virtual, Dano real.

                Você sabe o que é CYBERBULLYING?






                Quem convive com jovens e crianças sabe como alguns deles podem ser cruéis. Inventam os piores apelidos, não deixam escapar nenhum deslize, agridem física e verbalmente. Nada disso é novo. O que mudou foi o uso de meios virtuais para disseminar a agressão.


                Cyberbullying (CB) é o uso da tecnologia (digital ou telemóvel) para assediar, ameaçar, constranger ou humilhar outra pessoa. Por definição, ela ocorre apenas entre os jovens. Quando um adulto está envolvido, chamamos de cyber-harassment (assédio) ou cyber-stalking (perseguição), um crime que pode ter consequências jurídicas, incluindo a prisão do perpetrador.


                Para agredir alguém no mundo virtual, não é necessário ser forte, corajoso, ou desinibido. Basta ter acesso a um celular ou à internet. Curiosamente, muitos desses agressores nem sabem dizer por que praticam o cyberbulling. Numa pesquisa sobre o motivo desta prática, metade deles respondeu com frases como "foi por brincadeira", ou "não sei".

                No Bullying tradicional, assim que o jovem saia da escola e econtrava outros amigos, sentia-se querido e seguro novamente. A agressão virtual, ao contrário, é um tormento permanente, e faz com que o jovem agredido não se sinta seguro em lugar nenhum. Não há descanso em casa nem nas férias. Há medo o tempo todo.

                As consequências do CB podem ser sérias: ansiedade, depressão, baixa auto-estima, síndrome do pânico e até suicídio.


                O que podemos fazer para proteger nossos filhos do Cyberbullying?


                A resposta não é simples, e envolve ações em várias frentes.



                • Como pais, devemos ajudar nossos filhos a lidar com a própria imagem, e a construir uma boa auto-estima. Isso os tornará mais fortes, e também evitará que eles sejam os agressores.


                • Precisamos estar presentes e ser cúmplices. Só assim perceberemos mudanças sutis de comportamento, seremos procurados para ajudar e saberemos ouvir.


                • Devemos dar o exemplo!!! Não fazer nem tolerar comentários pejorativos.


                • Estimular relacionamentos saudáveis com colegas de cores, religiões, alturas e pesos diferentes!


                • Ensinar nossos filhos a expressar seus sentimentos, e defender seus interesses com palavras e não com os punhos.


                • Explicar sobre o perigo de divulgar dados pessoais e se expor nos sites de relacionamento.

                Apesar de nem sempre poder se envolver em eventos que ocorrem fora do seu campus, e fora de horário escolar, a escola também têm um papel importante. A equipe pedagógica deve estar atenta, encarar com seriedade as agressões entre alunos, e trabalhar com os alunos o tema de forma preventiva e educativa. É preciso desenvolver no grupo a capacidade de se preocupar com o outro, e o senso de coletividade.


                Educar é sempre a melhor prevenção!!!

                Abaixo, deixo o link de um video sobre cyberbullying. http://www.youtube.com/watch?v=amueaVHIZ6A&NR=1




                Boa semana a todos!


















                .










                6 de fev de 2011

                Volta às aulas: O que colocar na lancheira das crianças?




                O lanche escolar é uma refeição muito importante. Para um bom desempenho nas atividades físicas e intelectuais propostas pelas escolas, as crianças não devem passar longos períodos em jejum.

                Aliar alimentos saudáveis e práticos com o gosto do seu filho pode ser uma tarefa difícil, mas com alguma criatividade e jogo de cintura, é possível. Aqui vão algumas dicas:

                • Varie bastante o lanche, variando cores e texturas.

                • Frutas: mande todos os dias, na variedade fresca ou seca.

                • Negocie um dia semana para a criança levar sua opção preferida de lanche (sugira opções razoáveis). Dê preferência à quarta-feira, para ficar distante do final de semana, quando já há um abuso das porcarias.

                • Alimentos perecíveis (queijos, frios, iogurtes) merecem lancheiras térmicas para que não estraguem.

                • Conheça a cantina da escola do seu filho. Assim você pode orientá-lo nas escolhas mais saudáveis.

                • Nunca mande o pacote inteiro de biscoitos: a porção varia de 4-6 unidades.

                • Mande sempre uma garrafinha com água, e peça para a professora do seu filho lembrá-lo de beber água. Prefira as que não contêm bisfenol na composição.

                • Mande sempre uma opção doce e uma salgada.



                Algumas sugestões de lanches:

                Opção 1: 2 bisnaguinhas integrais com requeijão e geléia de morango sem açúcar, 1 caixinha de achocolatado e 1 maçã.

                Opção 2: 5 cookies integrais, 1 caixinha de suco de fruta orgânico e 1 banana.

                Opção 3: 1 sanduíche de pão integral com queijo branco e tomate (ou peito de peru), 1 caixinha de suco orgânico de fruta e 1 pêra.

                Opção 4: 2 rolinhos de peito de peru, tomate cereja temperado com azeite, orégano e (pouco) sal., um achocolatado e um pêssego.

                Opção 5: 1 iogurte de beber, 6 morangos cortados, 1 sanduiche de pão integral (1 fatia) com patê de frango e cenoura.

                Existem muitas outras opções saudáveis, tanto para fazer em casa quanto para comprar pronto. Explorem as sessões de produtos naturais dos mercados.

                Um ótimo ano para todos!