9 de mai de 2011

O NOVO E LETAL JOGO DA FORCA

 Adolescentes são sempre os primeiros na fila da montanha-russa. Estão sempre atrás de atividades que dão “frio na barriga”. Até aí, nada novo.


A novidade da vez, que tem chamado a atenção nos últimos anos, é conhecida como “The Choking Game” (entre muitos outros nomes), ou em português, o “Jogo da Asfixia”.

Nesse “jogo”, os participantes tentam atingir um estado de euforia cortando o suprimento de oxigênio para o cérebro. Eles podem usar as mãos para apertar o pescoço de amigos, ou se enforcar com cintos, lenços, cordas ou afins, até que fiquem inconscientes. Em outra versão, as crianças se abaixam, hiperventilam (respirações profundas. repetidas e rápidas) e, em seguida, recebem um "abraço de urso" de um amigo.

Quando não mata, essa “brincadeira” pode ter sérias consequências, tais como AVC (derrame), convulsão e traumatismo craniano grave. Sem oxigênio nossos neurônios morrem.Entre 1995 e 2007, os EUA registraram 82 óbitos devido ao “Jogo da Asfixia”. A maioria das mortes ocorreram entre meninos com idades entre 11 e 16 anos, e a idade média foi de 13 anos. Quando “brincam”sozinhos, eles não conseguem soltar a corda do pescoço... Isso parece tão óbvio que fica até difícil acreditar que eles tentem sozinhos...

Nós pais, profissionais de saúde e educadores devemos aprender sobre este “jogo”, tanto para orientar as crianças, como para saber reconhecer os sinais de algo que já esteja acontecendo. Alguns podem não querer abordar o assunto com medo de motivar as crianças. Em minha opinião, como a informação já está à disposição deles na internet, é melhor que eles entendam o perigo envolvido.

Os sinais de que uma criança possa estar envolvida no “Jogo da Asfixia” incluem:

· Olhos vermelhos;
· Marcas no pescoço;
· Fortes dores de cabeça após passar algum tempo sozinho;
· Desorientação após passar algum tempo sozinho;
· Presença de cordas, lenços amarrados à mobília do quarto.

Existem vários vídeos no Youtube que deixam explícito o perigo do “Choking Game”. Alguns bem fortes. Para mostrar aqui, escolhi três.

O primeiro tem 3.29 minutos. É uma reportagem sobre o problema. O segundo vídeo, com 43 segundos de duração, mostra um garoto sendo asfixiado pelo amigo e dizendo que “deu barato”.

O terceiro e último, com 14 minutos de duração, vem de um site que alerta e educa sobre o assunto e foi criado para ser mostrado em salas de aula. É forte, porém, bem didático.

 1) http://www.youtube.com/watch?v=aJME_BZ-ccA&feature=player_embedded
 2) http://www.youtube.com/watch?v=6FF3wSOpoPM&feature=grec_index
 3) http://www.gaspinfo.com/en/flash_vid.html

Por mais assustador que possa parecer, prevenir é sempre o melhor caminho!

Uma ótima semana a todos!! Bjs, Ilana.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui seu comentário: