12 de mai de 2014

Pesquisa mostra os efeitos devastadores do vício em internet , especialmente nos adolescentes.






A internet veio para ficar, não há a menor dúvida. Basta uma queda na rede, e logo bate aquela sensação de estar incomunicável e de estar perdendo algo muito importante. Todos nós já passamos por aquele momento “bem agora que eu ia pagar a conta” ou algo parecido, mas sem grande sofrimento. O problema está quando o internauta tem sintomas de abstinência quando isto acontece.

Uma recente revisão de 13 artigos da literatura, apresentada na Reunião Anual 2014 da Associação Americana de Psiquiatria , aponta que as pessoas com vício em Internet , principalmente viciados em jogos, tendem a ter certas anormalidades cerebrais.

Nas áreas do cérebro onde ficam os centros de recompensa e prazer foi notado um aumento do fluxo sanguíneo. Há também um acúmulo de dopamina, (também observado na dependência química) que pode estimular os neurônios, acarretando um quadro de euforia.

Viciados em Internet também têm maior sensibilidade à recompensa, o que pode predispor ao vício em drogas de abuso; e menor da sensibilidade à perda monetária . Isso pode torná-los indiferentes às consequências do seu comportamento, que podem incluir dificuldades psicológicas, sociais e de trabalho.

A pesquisa mostra uma correlação significativa entre ”Vício em Internet” e problemas de saúde mental,  incluindo depressão, suicídio , transtorno obsessivo-compulsivo , transtornos alimentares , transtorno de déficit de atenção / hiperatividade, assim como  uso de álcool e de drogas ilícitas. Em países do Sul da Ásia já existem alguns centros de desintoxicação para o vício da Internet

Num estudo patrocinado pelo Yahoo, participantes receberam US$ 500 para não usar a internet por duas semanas. Quase metade deles disse que devolveria o dinheiro dentro de cinco dias para poder voltar a navegar pela rede mundial de computadores.

 Alguns dos critérios propostos para diagnosticar um possível internauta “viciado” são: acentuado sofrimento , preocupação , alterações de humor na ausência de uso da rede. Os estudos são recentes e ainda há muito a se pesquisar. Mesmo assim, vamos ficar atentos!






28 de fev de 2014


Bullying por técnicos de esportes? Acontece mais do que vocês imaginam!

Nas últimas duas décadas os estudos e  informações sobre bullying ganharam espaço e impacto, tanto na mídia geral, como na especializada. Podemos definir bullying como um abuso sistemático de poder, no qual um indivíduo mais forte intimida (física e/ou verbalmente) um outro mais fraco ou com menos poder.

Já sabemos que o bullying pode ter efeitos dramáticos e duradouros nas suas vítimas, atrapalhando o desenvolvimento social, emocional, e causando danos substanciais à saúde mental.

Na relação atleta-técnico,  já existe naturalmente um desbalanço de poder entre os envolvidos.  E quando o bullying ocorre no ambiente esportivo, os efeitos são ainda piores, pois se somam ao stress das competições, e da busca por resultados.

Obviamente existem excelentes técnicos, que estimulam e encorajam positivamente seus times. Há, entretanto, aqueles que xingam e humilham seus jogadores. 
Em um estudo publicado em 2 de fevereiro de 2014 (bem fresquinho!) os autores entrevistaram 6000 adultos jovens ( com idades entre 18 e 22 anos) para saber como havia sido sua experiência esportiva na infância e adolescência. O resultado foi impressionante. Três quartos dos entrevistados, ou seja, 75%, reportou pelo menos um episódio de " dano emocional" durante sua experiência esportiva. E desses, um terço contou que a fonte do stress foi o técnico. Um outro estudo revelou que 45% das crianças relataram má conduta verbal de treinadores, incluindo xingamentos e insultos durante o jogo.
 
No primeiro estudo a qual me refiro, os pesquisadores observaram quatro estratégias que os técnicos usam em defesa própria,   para tentar racionalizar e minimizar as percepções negativas do seu comportamento.  Conto abaixo, para que facilite a identificação e abordagem do comportamento de bullying, caso seja necessário.

1) Justificativa moral:
O  agressor tenta retratar o comportamento como socialmente aceitável, generalizando-o. Por exemplo:   "todos os técnicos  perdem o controle de vez em quando"  ou " isso é normal, sempre fizemos assim, e por isso nós ganhamos o campeonato".
Ao argumentar que o comportamento é normal, eles comentem o engano de achar que "comum" e "correto" são a mesma coisa. Quando a cultura de bullying esta enraizada numa escola ou clube, esse comportamento pode até parecer normal, e a  intimidação dos atletas tende a ser ignorada.

2) Culpa rebatida:
Nesse caso, o técnico minimiza o estrago rebatendo a culpa para o jogador: " me desculpe, me excedi um POUCO, mas nós realmente precisamos treinar os fundamentos se queremos ganhar"! Isso da a entender que se o time estivesse bem, ele não precisaria ter se excedido. Muitas vezes, o pedido de desculpas faz parte do ciclo do bullying: agressão- desculpa-justificativa.

3) Comparação:
Na terceira forma de se defender, o agressor compara seu ato com algo ainda pior, minimizando o problema:  " mas eu nunca encostei a mao neles". E se esquece que às vezes, palavras deixam mais seqüelas do agressões físicas.

4) De mal a pior:
O técnico  tenta fazer o atleta recuar mostrando que quem detém o poder é ele, e que não adianta se defender. 
" Se você não gosta do meu jeito, você pode sair do time", e pode mesmo deixar o atleta em opção.

Essas situações descritas acima são mais comuns do que imaginamos, e podem ajuda-los a conversar com os envolvidos, e também cobrar que escolas e clubes supervisionem os treinos.

23 de fev de 2014

COMIDA x SONO.


Cansado de contar carneirinhos? Ter dificuldade em adormecer pode ser extremamente frustrante e pode levar a ganho de peso e aumento do risco de obesidade, doenças cardíacas e diabetes. O número de adultos e crianças que sofrem com privação de sono é enorme, e cresce cada vez mais.
Uma medida básica, e que eu uso (nem sempre com sucesso) em casa, é desligar TODOS os eletrônicos/telas 1,5h hora antes de dormir. Deitar todas as noites no mesmo horário também costuma ajudar.
O que comemos no jantar também influencia muito nossa qualidade de sono. Alguns alimentos são “indutores” de sono, outros atrapalham bastante. Vamos ver quais são eles!
1.    LEITE. A sua avó tinha razão quando dizia que beber um copo de leite antes de dormir ajuda a embalar seus sonhos. O leite é um indutor porque tem triptofano, que aumenta os níveis de melatonina, substância indutora de sono.
2.     SOJA. Boa notícia para os vegetarianos, soja contém triptofano. Em seu estado natural, 1 xícara contém 100% da necessidade diária.  
3.    NOZES. Castanha de caju e nozes também ajudam, e uma boa ideia é polvilhar castanhas na sua salada, massa ou legumes.
4.    SALMÃO. Já tínhamos ótimos motivos para comer salmão, que  juntamente com bacalhau, linguado, atum, e pargo são bons fontes de vitamina B6, que aumenta a  produção de melatonina.
5.    ESPINAFRE e outras verduras verde-escuras: Ótima fonte de vitaminas do grupo  B, o espinafre colabora para uma boa noite de sono.
6.    LENTILHAS. Além de ser uma grande fonte de triptofano, lentilhas são embaladas com fibras, que ajudam na digestão e diminuir o colesterol.

Agora uma pincelada nos alimentos que podem piorar nossa noite:
1.    CHOCOLATE. Dependendo de quanto você come, chocolate pode conter tanta cafeína quanto um refrigerante. Para a maioria das pessoas,  2 quadradinhos não vão acabar com a noite, já comendo a barra inteira...
2.    PIMENTA  e afins. Perto da hora de dormir, nossa temperatura central diminui. Alimentos picantes, entretanto, aumentam nossa temperatura interna (por isso usamos alguns para auxiliar na queima calórica!), e podem atrapalhar nosso precioso descanso.
3.    ÁLCOOL. Você jure que um copo de vinho te dá sono? Ele pode fazer isso no início, mas como o metabolismo do álcool é rápido, esse efeito passa logo no início da noite, aumentando o ronco, e perturbando seu sono REM.
As pessoas reagem de formas diferentes aos mesmos alimentos, e tem chocólatra que dorme bem à noite, e bebês que tomam leite e não dormem... Mas não custa nada tentar melhorar sua noite de sono. Seu coração agradece! 

19 de fev de 2014

Obeso e Saudável? Será possível?

Algumas pessoas com sobrepeso ou obesas tem os níveis de glicose, pressão arterial e colesterol normais (a chamada “saúde metabólica”). A partir desses dados, circularam no final do ano passado alguns artigos sugerindo que existe um grupo de obesos saudáveis. A comunidade científica se arrepiou, e foi atrás das evidências.
Os pesquisadores canadenses (Mount Sinai Hospital, Toronto) analisaram estudos que seguiram juntos mais de 61.000 adultos, durante pelo menos 10 anos. Cerca de 9% por cento dos indivíduos eram “obesos saudáveis”.
Os resultados estão publicados no Annals of Internal Medicine e mostram que em comparação com pessoas saudáveis ​​de peso normal, os “obesos saudáveis” tinham 24% mais risco de enfarto do miocárdio (ataque cardíaco), acidente vascular cerebral (derrame) e morte por qualquer causa.  Esse resultado gerou controvérsia no meio acadêmico, entretanto, mesmo quem criticou o estudo, concorda que é sempre mais saudável para um obeso perder peso.
Como muitas verdades na medicina são apenas transitórias, nada melhores do que mantermos uma alimentação saudável, fazer alguma atividade física com prazer, e ensinar tudo isso às crianças!


17 de fev de 2014

Com essa onda de calor, recebo todos os dias queixas de que as crianças estão sem fome.
A verdade é que ninguém consegue comer muito feijão e arroz com esse calor de deserto que estamos enfrentando. Para refrescar um pouco o corpo (e a alma), nada melhor do que os picolés de fruta! Para não encher as crianças de conservantes, minha sugestão é fazê-los em casa mesmo, com moldes para picolé. Diversas lojas já vendem os moldes, mas para quem gosta de improvisar, é possível fazer picolés usando copos de vidro ou acrílico com um palito de sorvete.
Além de gostoso, a farra na cozinha é ótima para reunir pais e filhos!
Abaixo, duas receitas saudáveis e refrescantes.

1.    PICOLÉ DO HULK: VERDE E FORTE!

INGREDIENTES
 3 fatias grossas de abacaxi
1 pepino japonês orgânico com casca (beem lavado!)
10 folhinhas de hortelã lavadas
2 folhas de couve manteiga lavadas (de preferência, orgânica)
Açúcar ou adoçante a gosto

INSTRUÇÕES
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar homogêneo. Passe numa peneira grossa.
Despeje a mistura nos moldes de picolé. Coloque o molde no congelador até que esteja totalmente congelado. Para liberar os picolés, deixe correr água quente sobre a parte externa do molde de picolé por alguns segundos até que eles possam ser removidos (não exagere para que eles não derretam!)

2. PICOLÉ CASEIRO FUNCIONAL de UVA

INGREDIENTES
300ml de suco de uva orgânico (aquele da garrafa de vidro!)
1 xícara de frutas vermelhas congeladas (podem ser variadas ou apenas morango, p. exemplo)
1 colher de sopa de chia.

INSTRUÇÕES
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar homegêneo.
Despeje a mistura nos moldes de picolé. Coloque o molde no congelador até que esteja totalmente congelado. Para liberar os picolés, deixe correr água quente sobre a parte externa do molde de picolé por alguns segundos até que eles possam ser removidos (não exagere para que eles não derretam!)
 Dica: coloque alguns morangos picados na forma. Enfeita e fica ótimo!

Boa Semana!
Dra. Ilana Holender Rosenhek



21 de ago de 2013

QUINUA: BONS MOTIVOS PARA VOCÊ INCLUI-LA NA SUA PRÓXIMA REFEIÇÃO!



A quinua é um tipo de grão, mas não se encaixa na classificação de cereal nem de leguminosa. Apesar de já ter sido bem divulgada no Brasil, ainda não foi bem incorporada ao hábito alimentar do brasileiro ( só dos mais naturebas...)
Veja abaixo, algumas razões para você incluir esse pseudocereal na dieta de sua família.
- É uma excelente fonte de fibras, e contribui para a redução dos níveis de colesterol e com a melhora do funcionamento intestinal.

- Fonte de ômega 6 e 3, que são gorduras importantes para o funcionamento do nosso organismo, e também auxiliam na redução do colesterol e triglicérides.

- Rico em triptofano, o aminoácido envolvido na síntese de serotonina, substância relacionada com a sensação de bem estar, saciedade e bom humor.

- A quinua não contem glúten, portanto pode ser utilizada por celíacos.

- Devido à quantidade de proteínas, pode ser usada por vegetarianos e veganos para auxiliar o aporte proteico de sua dieta. Graças aos 20 diferentes aminoácidos presentes em cada grão, a quinua ajuda a melhorar a elasticidade das fibras musculares, auxiliares na recuperação de tecidos e células, sendo com isso muito importante para o ganho de massa muscular.


Segue uma receita gostosa com quinua:

Torta de maçã

Ingredientes

- 4 maçãs descascadas e cortadas em pedaços
- 1 xícara (chá) de flocos de quinua
- 1/2 xícara (chá) de farinha de quinua
- 1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
- 1/2 xícara (chá) de manteiga sem sal
- 1 colher (sopa) de iogurte natural
- Sumo de limão
- Canela em pó

Modo de preparo

Forrar uma assadeira antiaderente com os pedaços de maçã. Regar sumo de limão sobre as fatias. Preparar uma mistura com os demais ingredientes --com exceção da canela-- e cobrir as maçãs. Levar ao forno por cerca de 30 minutos e, após esse tempo, retirar e polvilhar com canela. Para acompanhar, coloque a colher de iogurte natural.


Aproveitem!!!!
Dra. Ilana.

18 de mai de 2013

O DILEMA "VITAMINA D": SOL E CÂNCER DE PELE, OU OSTEOPOROSE?
 
Você já “tomou” sua dose de vitamina D hoje?
Se a sua rotina inclui algo parecido com: acordar cedo, engolir rapidamente o café da manhã, preparar as crianças para irem à escola, pegar o elevador, descer até a garagem, costurar pela loucura do trânsito até a escola das crianças, entrar na garagem do escritório, pegar o elevador, e ficar horas sentado em reuniões, computador, etc... Você é um sério candidato a ter deficiência de Vitamina D!
A vitamina D, hoje considerada por muitos especialistas um hormônio, é encontrada em poucos alimentos. A nossa maior fonte dela, é a luz solar. E não aquela politicamente correta, antes das 10 da manhã. É exatamente a radiação UVB, do meio dia, que faz tremer qualquer dermatologista (e pediatra), a responsável por transformar a pré- vitamina D3 em Vitamina D.
A principal função da Vitamina D no nosso corpo é ajudar a absorver o cálcio da dieta, além de manter níveis normais de cálcio e fósforo no sangue, e deixar ossos e dentes fortes. Nas crianças, a deficiência de Vitamina D pode causar raquitismo (retardo no crescimento, alteração nos ossos e dentes, deformidades esqueléticas, etc.)
Com o aumento dos diagnósticos de osteoporose, estudos recentes associando a deficiência de Vitamina D às doenças cardiovasculares, diabetes e câncer de cólon, médicos de várias especialidades começaram a recomendar a reposição da Vitamina D, associada a uma maior exposição solar, sem proteção. É um dilema e tanto. Utilizado adequadamente, um protetor solar com FPS 15, reduz em 99% a capacidade da pele em produzir Vitamina D.
Grandes metrópoles, com muitos prédios, pessoas andando de metrô e ônibus, lazer em museus e shoppings, têm uma incidência alta de deficiência de Vitamina D. Países ensolarados, mas que têm como tradição o uso de roupas que cubram o corpo todo também. Há um embate entre dermatologistas e clínicos. E convenhamos, osteoporose e câncer de pele são doenças pediátricas! Elas aparecem, na maioria das vezes, na idade adulta, mas é dever do pediatra orientar e prevenir. Depois da adolescência, é tarde...
De acordo com os especialistas, indivíduos de pele clara precisam de 10 a 15 minutos de exposição solar sem proteção 2x por semana. Como a melanina é um protetor solar natural, indivíduos de pele escura precisam de 20 minutos. A desculpa que não dá tempo de ir à praia ou à piscina do clube não cola, sair de short e camiseta já é suficiente. Difícil é contar com o bom senso de todos, e acreditar que a recomendação será seguida à risca.
Sabemos bem como as crianças fogem da gente na hora de passar o protetor solar,  e que  adolescentes  adoram se torrar nas praias. Imagine dizer “hoje não precisa passar”...
 Acho que a recomendação deve ser INDIVIDUALIZADA, dependendo da cor de pele da cada pessoa, nível de poluição, altitude, quantidade de meses de inverno do local onde você vive, e como é sua dieta.
Vale ter em mente que, se necessária, a suplementação da Vitamina D é bastante segura. Converse com seu médico!
 
Segue uma lista dos alimentos ricos em Vitamina D:
Atum Fresco, Sardinha fresca/enlatada, cavalinha, salmão, cogumelo shitake fresco e seco, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau, leite.
 
Dra. Ilana.
 

19 de set de 2011




Imagine colocar uma colher e meia de chá de SAL direto na  boca. Nem pensar, né?

No entanto, se você é um brasileiro típico, que imita o modus vivendi dos americanos típicos, você já faz isso! E essa é uma das principais razões que nos coloca no grupo de risco para hipertensão ( pressão arterial elevada) e doenças cardíacas.
 Eu sei, isso parece impossível, você quase nunca pega num saleiro,  certo?  E você nem precisa.

Dados recentes do CDC (Centers for Disease Control and Prevention) mostram que consumimos uma média de 3.400 mg de sódio por dia (contra a recomendaçao de 1500- 2300gr, o máximo permitido), dos quais apenas 5% da comida caseira. A esmagadora maioria do sódio que comemos – 77% - vem de alimentos vendidos em supermercados e restaurantes.

Não estou propondo passar o dia com uma calculadora ou virar o terror dos garçons com perguntas sobre o sal. Entretanto, uma vez conhecendo esses limites, poderemos fazer melhores escolhas na hora de fazer a compra do mês e de “enfiar o pé na jaca”no fim de semana.

Abaixo alguns exemplos:
1)  Boneless Buffalo Wings Applebee’s: 3400 mg de sódio em 1150 calorias. Isso sem falar na quantidade de gordura saturada. Para vocês terem uma idéia do estrago, isso equivale a mais de seis pacotes de ruffles em termos de sal. Assustador, não?

&l2) Yakisoba de carne Junior do China in Box: 2342 gr de sal, o equivalente a 3 sacos inteiros de pipoca de microondas de manteiga da Yoki.

&3)  Applebee’s sampler: esse prato é um “mix”de aperitivos, e tem em torno de 5490mg de sódio, quantidade que você deveria ingerir ao longo de 3 dias inteiros.
4) Chicken Club Crispy do Mac Donalds: 1831 gr, praticamente metade da recomendação diária total.

Como vocês podem ver, é muito fácil ultrapassar o limite diário. Se for irresistível não pedir um prato desses, tentem compensar no dia seguinte com uma dieta mais leve e pouco sal. O coração de vocês agradece! (e os filhos também!!)

BOA SEMANA E ÓTIMAS ESCOLHAS!!!


 

8 de ago de 2011

Games infantis de conteúdo sexual na internet: Não caia nessa!

 
 

Há 5 dias, o Estadão publicou uma reportagem sobre jogos infantis com conteúdos sexuais. De acordo com especialistas, eles estimulam a sexualidade precoce, além de deixar a criança vulnerável a pedófilos.

A reportagem citou o site games2win, hospedado na Índia, e eu fui conferir o site.

Na pasta com o nome mais chamativo para crianças - "Divertido"-, ficam games do tipo "Sala de aula safada", "Babá safada" (no fim do jogo, a babá beija na boca o jovem morador da casa), e "Um dia na High School". Nem nós mães escapamos. Há um jogo chamado "Super Mom", no qual a mãe com um bebê no colo vai pedir "ajuda" ao vizinho. Além do conteúdo sexual, há situações onde o jogador precisa fazer bullying com os colegas para conseguir passar de fase.

A psicóloga Maria Tereza Maldonado, uma das especialistas entrevistadas, sugere que algumas crianças possam internalizar esses comportamentos (bullying, iniciação sexual precoce, violência e a mulher como objeto), reproduzindo-os na vida real.

Com pais e mães trabalhando cada vez mais, evitar este tipo de problema não é tarefa fácil. Entretanto, da mesma forma que repetimos mil vezes que é preciso cuidado para atravessar a rua, e até estarmos seguros de que eles conseguem, atravessamos juntos e de mãos dadas; precisamos estar ao lado deles na hora de navegar, e explicar os riscos de fazê-lo sem atenção.

Aqui vão algumas dicas. Elas não substituem nossa presença, mas podem ajudar!
  • Crie uma pasta de Favoritos "Kids". Adicione nela os sites bons que seu filho (a) gosta e ensine-o a fazer uso da mesma.

    • Proteja seu filho das janelas de publicidade, usando um software que bloqueie pop-ups.

      • Explique o que é privacidade, e oriente seu filho a nunca revelar informações pessoais e da família.

        • Crianças com menos de 7 anos NÃO devem usar serviços de mensagens instantãneas.

          • Mantenha o acesso à internet em zonas abertas e de passagem da casa, restringindo o uso nos quartos.

            • Esteja sempre disponível para tirar dúvidas, e receptivo para ouvir e resolver eventuais problemas. Ou seja, mantenha o canal de comunicação aberto. Isso é a saída para muitas outras questões!!

              • Uma ótima semana a todos. Dra. Ilana.


                OBS: para quem quiser ler a reportagem do Estadao na íntegra, aqui está o link: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,jogos-infantis-escondem-temas-eroticos,753451,0.htm
                 

                9 de mai de 2011

                O NOVO E LETAL JOGO DA FORCA

                 Adolescentes são sempre os primeiros na fila da montanha-russa. Estão sempre atrás de atividades que dão “frio na barriga”. Até aí, nada novo.


                A novidade da vez, que tem chamado a atenção nos últimos anos, é conhecida como “The Choking Game” (entre muitos outros nomes), ou em português, o “Jogo da Asfixia”.

                Nesse “jogo”, os participantes tentam atingir um estado de euforia cortando o suprimento de oxigênio para o cérebro. Eles podem usar as mãos para apertar o pescoço de amigos, ou se enforcar com cintos, lenços, cordas ou afins, até que fiquem inconscientes. Em outra versão, as crianças se abaixam, hiperventilam (respirações profundas. repetidas e rápidas) e, em seguida, recebem um "abraço de urso" de um amigo.

                Quando não mata, essa “brincadeira” pode ter sérias consequências, tais como AVC (derrame), convulsão e traumatismo craniano grave. Sem oxigênio nossos neurônios morrem.Entre 1995 e 2007, os EUA registraram 82 óbitos devido ao “Jogo da Asfixia”. A maioria das mortes ocorreram entre meninos com idades entre 11 e 16 anos, e a idade média foi de 13 anos. Quando “brincam”sozinhos, eles não conseguem soltar a corda do pescoço... Isso parece tão óbvio que fica até difícil acreditar que eles tentem sozinhos...

                Nós pais, profissionais de saúde e educadores devemos aprender sobre este “jogo”, tanto para orientar as crianças, como para saber reconhecer os sinais de algo que já esteja acontecendo. Alguns podem não querer abordar o assunto com medo de motivar as crianças. Em minha opinião, como a informação já está à disposição deles na internet, é melhor que eles entendam o perigo envolvido.

                Os sinais de que uma criança possa estar envolvida no “Jogo da Asfixia” incluem:

                · Olhos vermelhos;
                · Marcas no pescoço;
                · Fortes dores de cabeça após passar algum tempo sozinho;
                · Desorientação após passar algum tempo sozinho;
                · Presença de cordas, lenços amarrados à mobília do quarto.

                Existem vários vídeos no Youtube que deixam explícito o perigo do “Choking Game”. Alguns bem fortes. Para mostrar aqui, escolhi três.

                O primeiro tem 3.29 minutos. É uma reportagem sobre o problema. O segundo vídeo, com 43 segundos de duração, mostra um garoto sendo asfixiado pelo amigo e dizendo que “deu barato”.

                O terceiro e último, com 14 minutos de duração, vem de um site que alerta e educa sobre o assunto e foi criado para ser mostrado em salas de aula. É forte, porém, bem didático.

                 1) http://www.youtube.com/watch?v=aJME_BZ-ccA&feature=player_embedded
                 2) http://www.youtube.com/watch?v=6FF3wSOpoPM&feature=grec_index
                 3) http://www.gaspinfo.com/en/flash_vid.html

                Por mais assustador que possa parecer, prevenir é sempre o melhor caminho!

                Uma ótima semana a todos!! Bjs, Ilana.













                2 de mai de 2011

                Olha só que delícia!!




                SOPA CREMOSA DE QUINUA E COGUMELOS FRESCOS

                Ingredientes
                1 col sopa de azeite extra virgem
                1 cebola picadinha
                1 dente de alho

                1 xícara de quinua cozida
                1 pacote de cogumelos frescos (variados)
                1 xícara de leite semi desnatado (ou leite de arroz para quem não consome leite/lactose)
                3 copos de caldo de legumes (home made, please!)
                sal e pimenta do reino a gosto.

                Modo de Preparo
                Refogue a cebola no azeite até ficar macia, acrescente os cogumelos na panela e deixe cozinhar por 5 min. Adicione a QUINUA (já cozida) e o caldo e leve ao fogo baixo. Coloque o sal e a pimenta e vá acrescentando o leite. Por último coloque o dill e sirva.

                Sugestões:
                - se a sopa for apenas para os adultos, refogue a cebola com vinho branco, fica uma delícia.
                - se preferir, bata tudo no, liquidificador e acresente alguns cogumelos refogados na hora de servir.
                - se você gosta de misturar doce e salgado, refogue um pouco de pera portuguesa picadinha junto com o cogumelo!!
                - se a sogra estiver vindo jantar e você quiser impressionar, acrescente uma colher de chá de manteiga trufada.

                Bom apetite!

                AH! Aqui vai a receita do caldo básico de legumes, para quem se aventurar...
                1 alho poró cortado
                1 abobrinha em rodelas
                1 cebola cortada em 4
                1 cenoura em rodelas
                1 talo de salsão
                1 tomate sem semente
                5 pimentas em grão
                salsa, cebolinha, tomilho e alecrim a gosto.

                Coloque todos os ingrediente em uma panela grande e cubra com água. Deixe em fogo baixo por 2 horas ( ou 10 min na pressão!!). A água não precisa borbulhar e a baixa temperatura evita que seu caldo fique com um gosto amargo. Peneire o líquido e ele está pronto para ser usado.

                Bom apetite!!







                1 de mai de 2011

                Salada Quente??















                O frio está se aproximando e começa a dar uma preguiiiiiiça de comer salada... Principalmente na hora do jantar, quando a temperatura cai ainda mais, e nosso corpo pede por uma comida quentinha.


                Ao invés de pular a salada e “mandar ver” 2 pratos de massa ou algo do gênero, crie o hábito de iniciar seu jantar por uma sopa. As sopas são ótimas escolhas para o inverno, pois são rápidas, nutritivas e nos permitem variar bastante.

                Como estou sempre falando de alimentação balanceada, preciso lembrar que sopa de queijo dentro do pão italiano (concordo, é uma delícia) todo dia não dá!!


                Por isso, deixo abaixo uma versão quente da salada, a tradicional sopa de legumes. Nada de desanimar, ela pode sim ficar deliciosa se você for criativo e abusar de ervas e temperos. E para quem tem preguiça, já fiz o serviço e deixo o “beabá”da sopa, com todas as dicas.

                Bom Apetite e uma ótima semana.

                Sopa de Legumes: O Beabá!


                Ingredientes


                - 1 colher (sopa) de azeite extra virgem

                - 1 cebola bem picadinha
                - 1 dente de alho espremido
                - 1 cenoura cortada em rodelas

                - 2 punhados de couve ou espinafre em tiras

                - 1 abobrinha cortada em cubos

                - 250g de carne bovina magra / frango em cubos pequenos

                - 2 batatas médias picadas

                - 2 tomates sem sementes e picados

                - 1,5 litros de água

                - 10 vagens picadas

                - sal (pouco) e pimenta a gosto


                Modo de Preparo


                Carne: Corte em pedaços pequenos, ponha numa tigela e tempere com sal e pimenta.

                Numa panela de pressão, aqueça o azeite. Junte as cebolas e o alho picadinhos e deixe dourar. Acrescente a carne e os legumes (menos as folhas) e deixe dourar. Cozinhe por 5 a 10 minutos após a panela chiar. Ao destampar, acrescente a couve e mexa.
                 Algumas sugestões saborosas:


                - Substitua a batata por carboidratos de menor índice glicêmico como arroz integral, quinua em grãos, inhame. Eles aumentam a sensação de saciedade.

                - Se você gostar de cúrcuma acrescente uma pitada na sopa. Ela é uma ótima opção natural para aumentar nossa imunidade nessa época.

                - Use também opções de temperos: tomilho, alecrim, manjericão.






                18 de mar de 2011

                O que você deve saber sobre a GRIPE 2011


                Extra!! Extra!!!

                Este ano começo a falar de GRIPE mais cedo. O susto inicial com a pandemia passou, e vimos que a melhor maneira de se combater a doença é através da vacinação.

                A vacina tríplice contra a Influenza já está disponível nas clínicas particulares.

                Nos postos de saúde, de acordo com anúncio feito hoje (5f, 17/03/2011) pelo ministro da saúde, a campanha de vacinação acontecerá no período de 25 de abril a 13 de maio de 2011, também com a vacina tríplice. Além de indígenas e idosos, serão imunizadas crianças entre seis meses e dois anos, gestantes e profissionais da saúde.

                Algumas informações importantes:

                • A vacina é bastante segura, com níveis de proteção entre 80 e 90%, composta por três tipos do vírus influenza: H1N1, H3n2 e B.

                • A vacina deste ano, conforme orientação da Organização Mundial de Saúde, é igual a de 2010, já que não houve mutação viral importante que justificasse novas cepas na vacina 2011.

                • O vírus Influenza A, hoje menos agressivo, não faz parte da vacina.

                • Alérgicos a OVO não devem receber a vacina!



                Quem deve receber a vacina:

                • Quem não recebeu H1N1 em 2010, desde que acima de 6 meses de idade; exceto alérgicos a OVO.

                • Crianças entre 6 meses e 9 anos incompletos:

                o Recebeu H1N1 em 2010 e já havia recebido Influenza antes: 1 dose de trivalente em 2011.

                o Recebeu Influenza (qualquer vacina contra Gripe) em 2010 pela 1x: recebe 2 doses de trivalente em 2011.

                o 2 doses de trivalente 2010: 1 dose de trivalente em 2011.

                o Nunca vacinadas: recomenda-se 2 doses, com intervalo mínimo de 3 semanas, para proteção adequada contra o H1N1. Devido ao provável predomínio de circulação da cepa H1N1, o esquema com uma dose da vacina trivalente pode ser aceitável. (converse com o pediatra de seu filho).

                Nunca é demais lembrar que mesmo com tanta vacina disponível, as medidas de higiene pessoal continuam sendo importantíssimas, como a lavagem correta das mãos e o uso do gel alcoólico.

                Um ótimo fim de semana a todos!!!!





                26 de fev de 2011

                Cyberbullying: Ameaça Virtual, Dano real.

                Você sabe o que é CYBERBULLYING?






                Quem convive com jovens e crianças sabe como alguns deles podem ser cruéis. Inventam os piores apelidos, não deixam escapar nenhum deslize, agridem física e verbalmente. Nada disso é novo. O que mudou foi o uso de meios virtuais para disseminar a agressão.


                Cyberbullying (CB) é o uso da tecnologia (digital ou telemóvel) para assediar, ameaçar, constranger ou humilhar outra pessoa. Por definição, ela ocorre apenas entre os jovens. Quando um adulto está envolvido, chamamos de cyber-harassment (assédio) ou cyber-stalking (perseguição), um crime que pode ter consequências jurídicas, incluindo a prisão do perpetrador.


                Para agredir alguém no mundo virtual, não é necessário ser forte, corajoso, ou desinibido. Basta ter acesso a um celular ou à internet. Curiosamente, muitos desses agressores nem sabem dizer por que praticam o cyberbulling. Numa pesquisa sobre o motivo desta prática, metade deles respondeu com frases como "foi por brincadeira", ou "não sei".

                No Bullying tradicional, assim que o jovem saia da escola e econtrava outros amigos, sentia-se querido e seguro novamente. A agressão virtual, ao contrário, é um tormento permanente, e faz com que o jovem agredido não se sinta seguro em lugar nenhum. Não há descanso em casa nem nas férias. Há medo o tempo todo.

                As consequências do CB podem ser sérias: ansiedade, depressão, baixa auto-estima, síndrome do pânico e até suicídio.


                O que podemos fazer para proteger nossos filhos do Cyberbullying?


                A resposta não é simples, e envolve ações em várias frentes.



                • Como pais, devemos ajudar nossos filhos a lidar com a própria imagem, e a construir uma boa auto-estima. Isso os tornará mais fortes, e também evitará que eles sejam os agressores.


                • Precisamos estar presentes e ser cúmplices. Só assim perceberemos mudanças sutis de comportamento, seremos procurados para ajudar e saberemos ouvir.


                • Devemos dar o exemplo!!! Não fazer nem tolerar comentários pejorativos.


                • Estimular relacionamentos saudáveis com colegas de cores, religiões, alturas e pesos diferentes!


                • Ensinar nossos filhos a expressar seus sentimentos, e defender seus interesses com palavras e não com os punhos.


                • Explicar sobre o perigo de divulgar dados pessoais e se expor nos sites de relacionamento.

                Apesar de nem sempre poder se envolver em eventos que ocorrem fora do seu campus, e fora de horário escolar, a escola também têm um papel importante. A equipe pedagógica deve estar atenta, encarar com seriedade as agressões entre alunos, e trabalhar com os alunos o tema de forma preventiva e educativa. É preciso desenvolver no grupo a capacidade de se preocupar com o outro, e o senso de coletividade.


                Educar é sempre a melhor prevenção!!!

                Abaixo, deixo o link de um video sobre cyberbullying. http://www.youtube.com/watch?v=amueaVHIZ6A&NR=1




                Boa semana a todos!


















                .










                6 de fev de 2011

                Volta às aulas: O que colocar na lancheira das crianças?




                O lanche escolar é uma refeição muito importante. Para um bom desempenho nas atividades físicas e intelectuais propostas pelas escolas, as crianças não devem passar longos períodos em jejum.

                Aliar alimentos saudáveis e práticos com o gosto do seu filho pode ser uma tarefa difícil, mas com alguma criatividade e jogo de cintura, é possível. Aqui vão algumas dicas:

                • Varie bastante o lanche, variando cores e texturas.

                • Frutas: mande todos os dias, na variedade fresca ou seca.

                • Negocie um dia semana para a criança levar sua opção preferida de lanche (sugira opções razoáveis). Dê preferência à quarta-feira, para ficar distante do final de semana, quando já há um abuso das porcarias.

                • Alimentos perecíveis (queijos, frios, iogurtes) merecem lancheiras térmicas para que não estraguem.

                • Conheça a cantina da escola do seu filho. Assim você pode orientá-lo nas escolhas mais saudáveis.

                • Nunca mande o pacote inteiro de biscoitos: a porção varia de 4-6 unidades.

                • Mande sempre uma garrafinha com água, e peça para a professora do seu filho lembrá-lo de beber água. Prefira as que não contêm bisfenol na composição.

                • Mande sempre uma opção doce e uma salgada.



                Algumas sugestões de lanches:

                Opção 1: 2 bisnaguinhas integrais com requeijão e geléia de morango sem açúcar, 1 caixinha de achocolatado e 1 maçã.

                Opção 2: 5 cookies integrais, 1 caixinha de suco de fruta orgânico e 1 banana.

                Opção 3: 1 sanduíche de pão integral com queijo branco e tomate (ou peito de peru), 1 caixinha de suco orgânico de fruta e 1 pêra.

                Opção 4: 2 rolinhos de peito de peru, tomate cereja temperado com azeite, orégano e (pouco) sal., um achocolatado e um pêssego.

                Opção 5: 1 iogurte de beber, 6 morangos cortados, 1 sanduiche de pão integral (1 fatia) com patê de frango e cenoura.

                Existem muitas outras opções saudáveis, tanto para fazer em casa quanto para comprar pronto. Explorem as sessões de produtos naturais dos mercados.

                Um ótimo ano para todos!