14 de nov de 2010

Como congelar a papinha de seu filho: Passo a Passo


Você aí, Mãe 2010, não consegue fazer papinha fresca todos os dias? Não se culpe, é possível congelar a papinha, e mesmo assim oferecer um alimento saudável ao seu filhote!

Comece escolhendo ingredientes frescos e de preferência, orgânicos. Após o preparo, divida a papinha em recipientes individuais. Não use recipientes muito grandes para não ocorrer acúmulo de ar.

No consultório, sugiro fazê-lo em fôrmas de gelo, já que ainda não dispomos das fôrmas adequadas por aqui. Nesse caso, é preciso cobri-la bem com filme plástico, e uma vez congelado o alimento, transferir os cubinhos para um tupper ware.

Ainda quente, submeta o alimento a um banho-maria com água gelada e pedras de gelo, o que caracteriza um processo de branqueamento. Esse processo preserva o valor nutricional dos alimentos, assim como suas características e sua textura.

Diferentes preparações devem ser congeladas separadas (por exemplo: purê de batata em um recipiente e a carne em outro) . Se você optar pelas fôrmas de gelo, coloque 4 quadradinhos de purê, 4 de feijão, e assim por diante. Se for uma papa com vários ingredientes, congele depois de passá-lo pela peneira. Lembre-se de etiquetar os recipientes e colocar a data do congelamento.

Utilize somente o freezer, nada de congelador de geladeira.

Para descongelar: leve os alimentos ao microondas, no modo descongelar, por aproximadamente 5 minutos, ou em potência mínima, mexendo esporadicamente. Outra opção é descongelar na própria geladeira, por até 5 horas, e em seguida, aquecer no fogo convencional. As comidinhas podem ser armazenadas por até 3 meses.

Boa Semana!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui seu comentário: