28 de jun de 2010

Juice or not Juice!

Quem tem sede bebe ÁGUA!!!


“Suco é alimento. Se quiser matar a sede, beba água”.

Eu pareço um papagaio em casa, de tanto repetir isso para os meninos.

Os sucos naturais, apesar de serem saudáveis, devem ser consumidos em quantidades moderadas. O consumo exagerado pode contribuir ou piorar problemas sérios como obesidade, caries, e a ingestão inadequada de fibras.

Alguns tipos de suco são muito calóricos, como é o exemplo da laranja, cujo copo fornece 140 calorias, Um suco feito com três laranjas já contabilizou as três porções de fruta/dia em alguns goles. Como a digestão do líquido é mais rápida, a fome volta logo. Quando mastigamos a fruta, a sensção de saciedade é bem mais duradoura. Como então negociar o suco com as crianças e dar o bom exemplo?

Aqui vão algumas dicas!

1. Acho que devemos ensinar as crianças a perceber o que é sede; explicar que após atividade física ou quando estiverem com a boca seca, devem beber água (H20: sem aquela exclamação depois, sem o limão e sem o gás!!).

2. Quanto oferecer: para crianças de 1-6 anos a ingestão deve ser limitada a120-180ml de suco por dia. As crianças de 7-18 anos podem ingerir 240-360ml de suco natural/dia.

3. Os sucos podem entrar na função de alimento (ou seja, equivalendo a uma porção de fruta) na hora de qualquer uma das refeições do dia, desde que não substituam o leite. Eles são pobres em cálcio e vitaminas A e D, fundamentais na formação e manutenção de ossos e dentes saudáveis.

4. Optem pelos sucos de melão, abacaxi, morango ou maracujá, menos calóricos, já que além da quantidade de fruta utilizada ser menor, utilizamos água no seu preparo.

5. Sucos de maçã, pera e ameixa também são boas alternativas se consumidos sem exageros; do contrário, podem causar gases e cólicas.

6. Sucos ricos em vitamina C otimizam a absorção de ferro (laranja, kiwi, limão, maracujá, abacaxi, e acerola) e entram bem nas refeições de carne vermelha, feijão e legumes/folhas verde-escuras.

Saúde!!!!!!!!!!!   E Boa Semana!